Kino no Tabi (Kino’s Journey) [review]


Kino é uma viajante que tem como compania uma motor-rad falante chamada Hermes. Kino sempre carrega armas de fogo e facas para se defender, e toda manhã faz um treino com as armas. Quando ela para em um país, ela fica apenas 3 dias, o tempo necessário para conhecer a cultura e a história do país, e não ficar com uma ligação muito forte com o local, e deixar de ser uma viajante.

Este anime é inspirado na Light novel de Keichi Sigsawa, e lançada pela Dengeki bunko, o anime foi feito pela estúdio A.C.G.T. Com parceria da Genco, o anime foi transmitido em 2003, e teve um filme em 2005 e um em 2007 feito pela Shaft.

A estória é extremamente simplesmente, apenas uma viajante com uma moto que fala que visitam países, mas a estória tem uma profundidade muito grande fazendo com que o anime seja simples ao mesmo tempo que tem um grande tema e importância, diferente de animes grandiosos que tentam mostrar o pensamento humano utilizando estórias grandiosas de mais sem mostrar seu objetivo, o anime é simples e claro e apresenta muito bem os temas.

A frase principal do anime é “o mundo não é belo, por isso ele é belo”, o anime mostra o lado ruim das pessoas, representadas pelos países, que na estória são apenas umas cidades, mostrando reações e consequência das pessoas quando tem um governo opressivo, uma tragédia ou uma cultura duvidosa, fazendo com que mostrem a parte ruim da humanidade, mas no meio disso existem pessoas boas, por isso mesmo é belo.

O anime sofreu muita influencia de Ginga Tetsudou 999, um mangá de 1977, em que o personagem passava por planetas e via culturas e pessoas diferente, algumas vezes boas e algumas vezes cruéis, a estória lembra muito o pequeno príncipe, onde ele vê várias pessoas em pequenos planetas e conversam rapidamente com elas, mas o possível pra entender quem são, e do mesmo jeito que Kino, o livro não mostra a ideia principal, ele sempre deixa essa parte para o leito interpretar.

O universo do anime não é a mesmo do real, ao mesmo tempo que existem países com tecnologia beirando ao sci-fi, os países ainda não tem aviões, e existe muito elemento mágico como lugares que se mexem e objetos falantes, dando um ar de conto de fada que é o objetivo do clima do anime.

O anime tem uma velocidade relativamente lenta, pouca movimentação e evolução aparentemente lenta, mas existem muitos detalhes que se perdidos, podem fazer com que quem assiste não entenda o país, então o anime pode ser cansativo para algumas pessoas, mas os países costumam ser apresentados rapidamente.

Como o anime é de 2003, não é utilizada CG e pouca coisa de pintura em computação, em exceção do último filme, que é de 2007. Não é utilizada muitas cores vivas, já que o anime mostra o lado cruel das pessoas, assim é mais comum ver pinturas com cores sérias e monocromáticas.

O character design é um pouco feio, a Kino tem um rosto arredonda de mais e os personagens de suporte não tem uma qualidade alta e parece ter vários do mesmo, incomodando a alguns por isso, no filme de 2007, o character design melhora e fica com uma cara mais parecida com os animes atuais.

As músicas em Kino são na maioria instrumental leve que apenas compõe o anime, mas não tem nenhum toque especial, interessante notar que quando aparece um detalhe importante, escuta um toque que faz as pessoas pensarem na cena, uma técnica boa para os espectadores mais perdidos conseguirem entender o momento.

Os seiyuus são na maioria desconhecidos, mas alguns de suporte são conhecidos atualmente por trabalhos maiores, mas foi realizado um bom trabalho no anime, Kino tem uma voz que poderia ser tanto um masculino, quanto feminino, assim fazendo com que seja bem utilizada por que Kino pretendi se fazer de homem.

Ai Maeda como Kino

Ryuji Aigase como Hermes

Kazuhiko Inoue como Kino (original) (mesmo de Ganma de Katekyo e Kakashi de Naruto)

Hochu Otsuka como Riku (mesmo de Jiraiya de Naruto e Sonchou de Arakawa UB)

Resumindo Tudo: O anime tem uma bela estória que deve ser apreciado e interpretado lentamente, sem pressa, mas deve se interpretar tudo para entender a beleza da obra, sendo um anime muito importante para quem gosta de animes do estilo mais cult cabeça, mesmo que no quesito técnico ele tenha falhas, raramente uma pessoa se importará com isso já que estará mais ocupado tentando ver a beleza da obra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s