Kuro Kami The Animation [review]


Keita Ibuki é um estudante do ensino médio que não tem pais, pois sua mãe morreu num acidente. E além disso um amigo muito próximo teve um fim parecido. Assim ele acredita que sempre que tem uma relação afetiva com alguém essa pessoa morre, portanto ele não tenta fazer nenhum amigo. Ele tem apenas uma amiga de infância que vai na casa dele preparar comida. Um dia ele sai para vai comer lámem, e lá ele encontra uma menina chamada Kuro, que diz não ser uma humana, mas uma Mototsumitama.

O anime é inspirado no mangá do coreano Dall-Young Lim e ilustrado por Sung-Woo Park. No caso ele não é considerado um manhwa, por que ele é publicado em uma revista japonesa, no caso a Young Gangan. O anime foi produzido pela Sunrise.

O roteiro do anime é inspirado no mangá, e são utilizados o mesmo universo e os mesmos personagens. Fora isso o anime é muito diferente do mangá em diversos pontos, inclusive em detalhes importantes, além de que o mangá ainda não terminou e o anime ja tem um fim.

O anime é claramente dividido em 2 partes. A primeira parte é responsável por apresentar os personagens e as teorias sobre esse mundo. Já a segunda parte é basicamente um battle, apresentando teorias repentinas demais, chegando até a assustar por ser tão fora do universo. A primeira parte é simplesmente chata por ser muito parada, e o personagem parece bipolar. Em um momento ele é caridoso e ajuda as pessoas (da mesma forma que no mangá), em outro ele é um revoltado que não quer ter amigos. Isso é muito estranho e chega a irritar. As teorias são interessantes, mas a Sunrise não trabalhou muito bem nisso, por isso não ficou muito divertido.

A segunda parte se torna um battle com uma teoria por baixo, mas ele parece ter ignorado o universo todo e simplesmente focou nas lutas, que pelo menos são interessantes e tem bons efeitos. O fim da última luta não passa de um shonen genérico, além de o Keita mudar o emocional de repente,e aparecem e desaparecem personagem a todo momento. Os personagem só aparecem para falar mais um pouco da teoria e depois não fazem mais nada na estória. Essa parte se torna extremamente inútil e desapontou todos que esperavam um seinen com battle e teorias interessante, passando a se tornar mais um anime de battle sem nada de cabeça.

Os personagens são meio feios, principalmente a amiga de infância, que parece uma mulher de 35 anos com filhos. Já a Kuro tem um traçado normal, não diferenciando muito com os mangás mais genérico.

As músicas de fundo são na maioria instrumental leve e rock mais pesado nos momentos da luta. É bom para ser escutado separadamente, mas não é tão importante no meio do anime.

Seyuus:

Keita Ibuki – Daisuke Nanikawa (Itália de Hetalia, Prince de Level E)

Kuro  – Noriko Shitaya (Ururu de bleach, Saori Kawai de Busou Renkin)

Akane Sano – Sayaka Ohara

Resumindo Tudo: O anime tem uma qualidade de regular para ruim. Ele tem uma boa teoria, mas não soube apresentar isso de uma forma boa. Depois ele resolveu fazer um battle genérico, que piorou a situação e teve um fim péssimo. Isso sem contar a infidelidade da obra e várias pontas soltas que deixaram o anime confuso. Não indico muitas pessoas, só se não tiver muita coisa para fazer e simplesmente quiser perder tempo. Para quem se interessou por esse tipo de universo, é aconselhado um mangá que tenha pelo menos uma arte e uma estória melhor.

Anúncios

Um pensamento sobre “Kuro Kami The Animation [review]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s