Natsume Yuujinchou [review]

Natsume é um cara que tem o poder de ver youkais. Como essa não é uma habilidade comum, ele era judiado pelos outros quando criança. Seus pais morreram logo, e ele teve que passar a morar em diferentes casas, e sempre achavam ele estranho, em qualquer lugar. Depois de um tempo ele se muda para uma pequena cidade do interior, e lá ele passa a ser perseguido pelos youkais por ter um yuujinchou que pertencia a sua vó. No yuujinchou tem o nome de youkais, e assim que chamado pelo nome, o youkai é obrigado a fazer o que é mandado e o papel se torna a vida deles. Natsume não pretende ficar com os nomes, decidi que vai viver para devolver os nomes aos youkais, junto com um youkai que serve como guardião e receberá o yuujinchou caso Natsume morra.

O anime é inspirado no mangá de Yuki Midorikawa, publicada pela Lala DX, a revista é shoujo, o anime foi produzido pelo estúdio Brain’s age , mesmo de Durarara!! e Baccano!, com a direção de Takahiro Omori, mesmo de Durarara!! e Kuragehime.

O anime tem como base os youkais, os preconceitos dos humanos, e o pensamento do Natsume, originalmente o anime deveria ser apenas capítulos fechados, com estórias só focadas nos youkais, sem evolução de romance do personagem, mas depois de um tempo foi adicionado personagens amigos do protagonista.

O anime é uma série bem leve, com a maioria dos estórias fechados em apenas um capítulo, com um ar paradisíaco, são apresentados temas turbulentos que existem dentro das pessoas, como preconceito, desconfiança, entre outros. Mas que poderiam ser resolvidos com pequenos gestos que poderiam fazer com que os problemas não acontecessem, mas as pessoas não são capazes de ver isso.

Os personagens são bem construídos. O Natsume é um personagem fechado por causa dos problemas que sofreu com as pessoas que diziam ser mentiroso e estranho, um pouco da representação dos bullying que crianças sofrem por pequenas diferenças. Um gato guardião que pode ser engraçado em um momento, mas imponente em outros, além de várias pessoas e youkais que aparecem apenas por um capítulo, mas tem características e estórias bem construídas, fazendo com que o universo do anime seja totalmente construída pelos personagens.

A parte visual é bem simples, sem nada de especial, com cores bem claras, normalmente fazendo com que por ser tão simples acabe se encaixando bem no ar do anime, extremamente leve, e quase paradisíaco, apesar dos vários dramas.

O character design é simples, mas melhor do que no manga, fica com traços mais definidos, mas mantendo o detalhe dos olhos. O nyanko sensei ficou mais simples e kawaii do que no mangá.

As músicas do fundo são simples e singelas, algumas tem instrumentos clássicos com instrumentos orientais, não sobre sai, mas bem colocados, então consegui se ambientar bem.

Kamiya Hiroshi como Natsume (itoshiki nozomu de Sayonara Zetsubou Sensei, Otonashi de Angel Beats!)

Kazuhiko Inoue como Nyanko sensei/Madara (Kakashi de Naruto, Ganma de Katekyo Hitman Reborn)

Sanae Kobayashi como Natsume Reiko (Nyu de Elfen Lied, Allen de D. Gray-man)

Resumindo Tudo: O anime tem um estilo em que a estória é levada pelos personagens, sem um objetivo muito forte, mais próximo de um slice of life, agrando principalmente para as pessoas que se importam mais com personagens. Apesar de ser um shoujo, ele tem pouca influencia desse estilo, com isso indico para todas as pessoas, sem muitas exceções, só não indico para quem não consegue ver animes sem objetivos claros como em shonens battle.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s