Cho Hyakunin Isshu: Utakoi [review] by Eiti

Esses dias estávamos numa aula de português e apareceu uma pergunta sobre qual a importância de estudarmos a poesia. Não vou discutir aqui a importância de estudar a poesia, mas essa pergunta mostra uma certa falta de vontade de muitos alunos de estudar poemas. Acho que é difícil fazer com que muitos gostem de poemas, tendo a obrigatoriedade de estudar os poemas que são difíceis de entender. Sinceramente peguei um certo trauma que só superei a pouco tempo por ter sido obrigado a ler lusíadas …

Chou Hyakunin Isshu: Utakoi é um anime interessante. Ele faz uma análise bem livre da grande coletânea de poemas japoneses tipo waka (poemas com estrutura de sílabas 5, 7, 5, 7, 7) chamado Ogura Hyakunin Isshu.

Falando um pouco da obra original que inspirou o anime. Hyakunin Isshu é uma estrutura de antologia onde tem 100 poetas e cada um é representado por um poema. Sendo o mais famoso desse tipo de antologia a feita pelo Fujiwata no Teika (1162 – 1241) chamado Ogura Hyakunin Isshu.

Continuar lendo

Natsuyuki Rendezvous [review] by Eiti

A temporada está terminando e aí começo a acumular vários reviews … Mas vamos lá! O primeiro anime da temporada que vou escrever é um romance que foi apresentado no bloco noitaminA.

Como mencionei anteriormente, o anime é um romance que apresenta um jovem (Hazuki Ryousuke) que se apaixona por uma mulher (Shimao Rokka) que é dona de uma floricultura. Para se aproximar da mulher, Hazuki começa a trabalhar na floricultura, mas descobre que o fantasma do ex-marido dela (Shimao Atsushi) ainda estava vagando por lá e apenas Hazuki pode o ver.

Continuar lendo

A Ética Budista e o Espírito Econômico do Japão de Ricardo Mário Gonaçalves by Eiti

Olá pessoal!

Antes de entrar ao post propriamente dito gostaria de comentar sobre uma pequena mudança no blog. Até agora tentei manter ao máximo que os temas dos posts tivessem relação com a cultura asiática, mas como estou tendo dificuldade em relação a periodicidade dos posts, resolvi abrir o leque para outros assuntos como livros, filmes e séries diversos. Não acredito que tenhamos grandes mudanças, mas só para não assustar quando eu postar mídias de outros lugares. A abertura começou mais por causa da dificuldade do meu parceiro Euller de continuar postando. Ele está tendo um grande problema organizacional, portanto não está conseguindo postar no blog. Mas isso não significa que ele não postará mais nada.

Entrando ao assunto do post. Comecei a ler este livro quando o meu professor de filosofia mandou fazer um seminário em grupo sobre religiões. No meu grupo escolhemos a religião budista e para fazer uma análise sociológica da religião optei por me basear neste livro.

Continuar lendo

Kuuchuu Buranko [review] by Eiti

Comecei a assistir Kuuchuu Buranko por indicação do Euller há muito tempo, mas só fui ver mesmo por causa da Suzi-dono do blog Abstrações (ou ao menos acredito que seja este o nome). Depois de uma dura crítica ao diretor no anime Mononoke que eu fiz, acredito que a indicação tenha sido mais para que eu possa reavaliar o diretor. Só para antecipar, achei o anime muito bom!

A estória é sobre um consultório psiquiátrico onde trabalho o Dr. Irabu que é um excêntrico médico com roupa de coelho, mas que muda de forma para uma criança ou um jovem dependendo do momento. Ele trabalha com uma enfermeira com uma roupa sexy que só serve para injetar uma vitamina.

Continuar lendo

Nodame Cantabile (toda a série) [review] by Eiti

Comecei assistindo Nodame Cantabile por fuga. Não queria continuar a assistir um anime chato, mas ao mesmo tempo não estava inspirado em estudar (nem tinha muita coisa, já que tava de greve na escola). Mas essa fuga foi tão boa, que acabei me envolvendo e fui engolindo os episódios como se não houvesse o amanhã! Aqui vou fazer em um post só e comentar rapidamente sobre a primeira temporada, paris-hen, finale e o opera-hen (este último só tem no mangá).

A estória é um slice of life com comédia, música e romance. Essa mistura é muito agradável, damos altas gargalhadas com a Nodame, os tsukkomi do Chiaki e o vasto repertório de coadjuvante muito bons que poderiam formam sozinhos uma outra série. Mas em outros momentos podemos ficar tocados com a música e o romance.

Continuar lendo