Final Fantasy I [jogo] [review] by Eiti

Final_Fantasy_logo

Olá pessoal! O pessoal acha que todo descendente de japonês deveria ter jogado todos os jogos da série Final Fantasy, mas pra ser sincero a minha lista de FF terminado até o ano retrasado era 0. Eu não sou um cara perdido que não reconhece os personagens e já tinha experimentado um ou outro, mas nunca cheguei a terminar um da série! Então resolvi jogar o mais novo que tinha saído que era o XIII, mas como o jogo estava chato, resolvi fazer o contrário e jogar o primeiro da série!

O primeiro jogo da série não tem uma história muito elaborada. Temos quatros guerreiros da luz, cada um com uma classe de sua escolha, que viajam pelo mundo para salvar o mundo. Para isso eles derrotam cada um dos demônios do caos que esconde um orbe elementar.

O jogo inteiro é um RPG clássico e bem básico, mas jogar este primeiro Final Fantasy foi mais gostoso do que imaginei! Ele me fez lembrar de quando eu jogar Dragon Quest Monsters 2 no Game Boy. Cada vila tem um problema diferente causado por algum monstro escondido em algum dungeon, então você vai lá, bate no monstro e resolve o problema. A história básica e direta misturado com essa nostalgia faz com que o jogo tenha um ar diferente no meio desses RPGs mais recentes com tramas complicadas e CGs super realistas.

Mas isso não significa que este primeiro não tenha uma história! O primeiro e o último chefe Garland e ele tinha criado um loop e paradoxo que surpreende depois de passar o jogo inteiro com um roteiro bem básico. Além disso quando os heróis derrotam o vilão, o mundo volta ao normal, mas ninguém lembra que eles foram os responsáveis por trazer a paz a terra novamente. Esse fim melancólico é muito interessante e muitos dizem que este fim foi colocado por causa do sentimento que o diretor sentia sobre o jogo. Muitos sabem que Final Fantasy tem este título por que foi criado como o último jogo da Square que estava com problemas financeiros. A criação deste título seria o último esforço que a equipe faria e caso não fizesse sucesso, o esforço dos desenvolvedores seria esquecido pelo tempo da mesma forma que os protagonistas.

A versão que eu joguei foi a versão remasterizada para o PSP, portanto o jogo é bem mais fácil que o original, mas mesmo assim tem algumas coisas chatas como falta de dicas do que deve ser feito e algumas coisas que você só vai encontrar com um pouco de sorte ou muito (e muito) esforço. Então para jogar este jogo tenha paciência e não nem recomendo passar muito tempo sem um detonado quando estiver em dúvida do que deveria estar fazendo (sério, existem aberturas secretas em deserto ou locomotivas escondidas em outro deserto que você nunca pensaria em passar).

A versão remasterizada também vem com uma versão rearranjada do Nobuo Uematsu e um visual que faz o jogo seja palatável para os dias atuais. Mas nesta versão ao menos mantiveram o visual 2D que deixa com um charme extra.

Resumindo Tudo: O primeiro jogo da série não é nada fantástico nos dias de hoje, mas se você tem curiosidade de ver como tudo começou, é um jogo interessante o suficiente para te manter jogando e os últimos textos do jogo é para se refletir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s