Moomin and the great flood e Comet in Moominland [livro] by Eiti

mumin_flood

Olá pessoal! Eu acredito que nunca cheguei a comentar sobre livros infantis neste blog, mas o principal motivo é que eu não leio eles! Dessa vez comentarei sobre os 2 primeiros livros infantis finlandês da série Moomin formado por 9 livros no total da autora Tove Jansson.

Comecei a ler sobre este livro pelo fato de a imagem do Moomin estar presente dentro do meu imaginário a muito tempo. O traço suave de hipopótamo dos Moomins é algo simples e, por causa disso, muito fácil de lembrar. Mas como eu não tinha ideia de como eram as histórias deles, resolvi começar a ler pela ordem cronológica.

O primeiro livro da série é “The Moomins and the Great Flood” (Os Mumins e a grande inundação) de 1945. Este é um livro bem curto e ainda não tinha todas as ideias que vão formar o universo dos Moomin. Por isso muitas vezes este livro é ignorado nas várias adaptações e estudos sobre as obras (tanto que a edição em inglês só saiu em homenagem a 60 anos de publicação do livro em 2005).

A história começa com a Moominmama e o Moomintroll viajando por uma floresta escura em busca de um lugar que tenha sol e vai viajando até que eles encontrem o Moominpapa que estava perdido viajando com os Hattifatteners. O livro é considerado um prólogo, mas tem algumas informações importantes como o fato dos Moomins morarem atrás dos fogões, mas que foram obrigados a sair pela troca dos fogões pelos centrais de aquecimento. Estas informações fazem com que este livro não seja tão inútil quanto as pessoas imaginem, mas não é um começo tão interessante.

Este livro já tem a sensação de tristeza presente em vários outros livros da série, mas ainda parece estar sendo polido e não tem a parte mais interessante da série que vou explicar mais para frente. Por isso este primeiro livro deve ser mais interessante se for lido depois da leitura dos livros seguintes da série.

muminkomet

O segundo livro é “Comet in Moominland” (O cometa na terra de Moomin) e foi publicado em 1946. Da mesma forma que o livro anterior, todo o livro conta uma jornada do protagonista Moomintroll e seu amigo Sniff (no livro anterior ele aparece, mas não tinha recebido um nome). Desta vez os dois amigos estavam se divertido na região próximo a sua nova casa até que eles percebem o aparecimento do padrão de uma estrela em vários lugares e descobrem que a resposta para esses padrões está em um observador astronômico distante.

Este livro apresenta diversões personagens importantes como o Snufkin que é um viajante com uma filosofia de vida ligado a isso, a Snork Maiden que é uma menina apaixonada e leal ao Moomintroll, o Snork (irmão da Maiden) que é obsessivo por detalhes, regras e protocolos; e os Hemulens que são obsessivos em colecionar algo e não está preocupado com outras coisas além de sua coleção. Personagens que apareceram antes também ficam melhor definidos, como o protagonista que mostra melhor o seu lado bondoso, mas inocente (em vários sentidos) e a Moominmama que é a imagem da mãe carinhosa, mas que permite seu filho ser independente.

Interessante notar que os nomes dados neste livro tem como origem palavras em sueco. O Sniff vem de fungar, Snufkin de velho que fala de mais, Snork de mal-humorado e orgulhoso e Hemulen como a imagem da autoridade.

Como alguns podem ter percebido, os personagens deste livro representam caricaturas de pessoas que podemos encontrar em qual quer lugar. Esta característica é utilizado em todo o livro para dar o tom cômico e também representa uma das principais dificuldade que todos temos que é o convívio social. Se vocês forem ler, acho interessante procurar se tem algum personagem que encaixa com você. No meu caso acredito que seria o Snork. Eu tenho a mania de querer anotar os pontos importantes a ser discutido num caderno e marcar reuniões para decidir o caminho dos grupos que nem o Snork!

Os que tentarem começar por este livro poderá ficar ficar incomodado pelo fato de no começo ter referências ao livro anterior (referências indicadas, como “mas esta é uma outra história”), mas isso só ocorre no primeiro capítulo e tal vez não seja muito grave para quem não sabe o conteúdo do livro anterior.

Resumindo Tudo: O primeiro livro da série tem sua importância, mas devo concordar que não é o melhor começo e é mais interessante como um extra para a série. O segundo livro é uma história completa, muito divertido de ler por ter personagens caricatos, tal vez irritante para conviver junto, mas amável dentro do livro. Uma pena que nenhum dos dois tenha edição em português.

Para quem ficou animado, já comprei a edição em português do terceiro livro da série (o único publicado no Brasil) e devo começar a ler brevemente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s