Ijime, Causa do bullying e a relação com os mangás by Eiti

ijime

Olá pessoal! Comecei a ler um mangá chamado 3 gatsu no Lion da Umino Chika (mesma de Honey and Clover) e lá apareceu sobre o ijime, bullying em japonês. A forma que ela apresentou o tema é extremamente realista e por causa disso resolvi falar um pouco como o bullying é apresentado no universo dos mangás.

Para discutir melhor, é preciso separar o bullying entre o masculino e feminino. Apesar de ambos terem vários pontos em comum, o motivo e a forma de ser representado é diferente, então fica mais claro se discutirmos separadamente. Vou começar a falar com o masculino pelo simples motivo: este é menos explorado.

Continuar lendo

As personagens femininas mais lembradas e sua relação com a época

the-rose-of-versailles-image

Olá pessoal! A um tempo escrevi um texto relacionando a sociedade japonesa de uma época com o personagem masculino e pensei em reservar o feminino para a semana shoujo, mas não foi exatamente o que eu esperava por um motivo que explicarei antes de entrar no tema.

A ideia original era reservar as personagens femininas para a semana shoujo para que aparecesse personagens do universo shoujo, mas após analisar por um tempo reparei que praticamente não aparece personagens do universo shoujo por um motivo bem simples. A lista foi votada pelo público de ambos os sexos. Enquanto o público feminino lê sem problemas publicação shounen, o público masculino tem problema para ler alguma publicação shoujo. Isso faz com que a abordagem seja um pouco diferente da contraparte masculina.

Continuar lendo

Classificação dos shoujos

hanayoridango-manga

Olá pessoal! Aqueles que costumam ler/assistir alguma coisa shoujo sabe que dentro deste público há obras para várias faixas etárias e por isso que este universo é tão interessante! As editoras sabem muito bem que mangás mais infantis como Pretty Cure devem estar em publicações diferentes de obras como NANA, então vou mostrar como eles dividem as publicações atualmente!

As publicações “Youji-Teigakunen” referem aos mangás para o público de 5 a 10 anos (fim do jardim de infância até o 5º ano do ensino fundamental). A publicação mais conhecida para este público deve ser Asari-chan. Essas revistas costumam vir com adesivos e um brinde para atrair o público. Não conhecemos muitas publicações para este público por aqui, pois os mangás são bem infantis e o interesse por mangá fora do Japão costuma acontecer mais tarde.

Continuar lendo

Ichiban boshi no soba de [manga][review] by Eiti

Olá pessoal! Fazia um bom tempo que não lia um seinen, mas acabei pegando um que parecia mais um shoujo!

Ichiban Boshi no Soba de fala sobre Asuka, uma menina do ensino fundamental que tem um irmão gêmeo chamado Yuzuru. Um dia ela passa a ver um fantasma e começa a conversar com ele principalmente sobre sua relação com o seu irmão.

Não se assustem, este mangá não é sobre incesto não. O problema da relação dos dois é que Asuka começa a tentar se afastar do seu irmão, pois eles já estão crescidinhos e não quer que ele fique colado nele. O fantasma costuma conversar com ela e sempre parece esconder algo importante, pois ele não gosta de conversar muito sobre seu passado.

Mas porque parece tanto com shoujo? O estilo de desenho da mangaká lembra muito ao estilo shoujo (traços finos, uso de fundo para transmitir emoções e até flores saindo do quadro) e o estilo da história também lembra muito, não esperem um mangá de grandes emoções.

O ponto interessante do mangá é que ele utiliza quadros utilizados para 4-koma (ou 4 quadros), mas não utiliza a estrutura lógica da história que estes quadros pedem. Na verdade vira só um mangá normal em uma estrutura super simplificada. Essa pequena diferença faz com que o mangá seja ainda mais fluido, pois a posição dos quadros é sempre a mesma!

No fim tem 3 contos extras. O primeiro faz sentido nenhum, então não vale a pena. O segundo é divertido, mas pouco acrescenta. Já o último é um importante complemento para a história principal e é muito emocionante!

Resumindo Tudo: Este é um mangá muito rápido de ler e é até gosto por ser extremamente fluido e bonito. Ele tem apenas um volume, então é perfeito para ler de uma vez num cafezinho. (O único problema é que não tenho ideia se alguém tem vontade de traduzir algo tão desconhecido).

Caso tenha interesse em dar uma olhada, as primeiras páginas estão disponíveis aqui: http://www.manga-time.com/new_1312/01/index.html

Top 10 das séries de mangás que mais venderam em 2010

Olá pessoal! aqui está as séries mais vendidads de 2010, dominadas pelos mangás da Shonen Jump com raras excessões, em primeiro está o One Piece, que mesmo na metade da série, já bate recordes seguidos, em segundo está Naruto que subiu no ranking desde o ano passado e mantem sua força no resto do mundo, e em terceiro está Kimi ni Todoke a série de romance Shoujo que ganhou força esse ano após ter saído o anime. O ranking corresponde ao período de 07/12/2009 a 21/11/2010. fonte: http://www.oricon.co.jp/

A imagem corresponde a capa do volume mais vendido do ano da série. Gintama e Nurarihyon no mago são a capa do último volume já que não estava entre os 50 tankobons mais vendido.

1- One Piece (Eiichirou Oda, Shueisha) venda: 32.343.809

2- Naruto (Masashi Kishimoto, Shueisha) venda: 7.409.068

3- Kimi no todoke (Karuho Shiina, Shueisha) venda: 6.572.813

4- Fairy Tail (Mashima Shiro, Kodansha) venda: 5.739.526

5- BLEACH (Tite Kubo, Shueisha) venda: 5204193

Continuar lendo

Nurarihyon no mago [mangá]


Nurarihyon no mago é uma série publicada atualmente pela revista Shonen Jump, e escrito por Hiroshi Shiibashi. A estória é sobre Nura Rikuo, que é ¼ yokai e ¾ humano. Ele perde o pai quando criança, e por isso vive apenas com sua mãe e seu avô, Nurarihyon, conhecido também como Shoudaisho, ele é o líder do Nura gumi formado há 400 anos. Na casa também vivem uma pá de subordinado do Nurarihyon.

Quando anoitece e Nura entra em perigo, ele se torna o Night Nura, que é a versão dele como yokai,  aumentando assim sua força e alterando sua personalidade. Quando criança, ele queria se tornar um yokai igual o avô, mas quando ele entendeu que os yokai só existem para atrapalhar as pessoas,  ele resolve contrariar o avô e decide viver apenas como um humano, decepcionando o avô, que queria que o neto se tornasse um líder como ele.

Essa série é muito boa, principalmente para aqueles que gostam de estórias de yokais. Por desenhar os yokais inimigos de forma mais parecida com as pinturas de yokai e um estilo mais “normal” para os aliados, a série consegue um bom equilíbrio na imagem. E roteiro é bom e simples, mas o suficiente para envolver o leitor.  Eu indico para todos aqueles que gostam de yokais, battle, desenhos mais antigos do Japão e para aqueles que acompanham as série da Shonen Jump. O mangá tem 9 volumes, 120 capítulos até o dia que escrevi, e 8 episódios de anime, que depois irei comentar separadamente.

O texto anterior era para aqueles que ainda não leram a obra e não desejam ler os spoilers. Vou avizando que este é em referencia ao mangá então contém informações que aparecem apenas no mangá e no anime aparece futuramente, então agora farei um texto mais completo.

link para baixar o mangá em japonês.

para ler online em inglês.